Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

CURSOS SOBRE ANGELA DAVIS E SOLIDÃO DA MULHER NEGRA TÊM DESCONTO ATÉ DIA 02 DE OUTUBRO

Até dia 02 de Outubro as inscrições custarão 35 reais.


Em Outubro, o Coletivo Di Jejê oferecerá dois cursos presenciais muito importantes para o campo do feminismo negro: O pensamento de Angela Davis e A solidão da mulher negra.
cada curso terá 25 vagas, e para garantir que, essencialmente as mulheres negras participem, até dia 02 de Outubro a inscrição custará 35 reais, caso ainda restem vagas, o preço voltara a ser 80 reais.
Confira abaixo a programação dos dois encontros:

Curso Presencial O PENSAMENTO DE ANGELA DAVIS Data: 12 de Outubro de 2016 Local: Casa Comunitária Coletivo Di Jejê / Rua Caetano Gonçalves, 75 (Chora Menino/São Paulo - Santana/ Próximo a Linha Azul) Horário: 10hs as 18hs Valor: 35,00 (até dia 02 de Outubro)  - INSCRIÇÃO AQUI Vagas: 25 lugares Cronograma: 10hs - Café                      10h30m - Rode de apresnetação                      11h - Liberdade                      12h - Feminismo                      13h - 14h - Almoço                      14h - Feminismo               …

OLHA A NOVIDADE!!!

O valor com desconto é válido para pagamento via transação bancária.      


Para possibilitar a participação de todas e todos interessados nos cursos do Coletivo Di Jejê, até dia 30 de Setembro, todos os cursos com inscrição aberta terão o valor reduzido de 80 reais para 35 reais.
O valor com desconto é válido apenas para pagamento via depósito ou transferência bancária pelo Banco do Brasil.
Com essa iniciativa, a coordenação do Coletivo Di Jejê espera que mais pessoas interessadas nos cursos possam participar das formações e multiplicar o conhecimento sobre a mulher negra e a diáspora africana no Brasil. 
Aproveite e se inscreva! 
Curso On Line A história do feminismo negro no Brasil (inscrição) - O curso aborda o processo de organização e articulação na perspectiva historiográfica do campo denominado feminismo negro no Brasil.
Curso On Line O feminismo negro no Brasil: Lélia Gonzalez e Beatriz Nascimento (inscrição)- O curso debate o pensamento dessas duas autoras, pautando a atuação das…

CURSO SOBRE ANGELA DAVIS ACONTECERÁ DIA 12 DE OUTUBRO EM SÃO PAULO

Até dia 11 de Outubro a inscrição custará 35 reais.



O Coletivo Di Jejê convida a todos e todas para a última edição do curso O pensamento de Angela Davis, na versão presencial, que acontecerá dia 12 de Outubro de 2016. As inscrições vão até dia 10 de Outubro, no valor de 35 reais está incluída a alimentação e certificado.
O curso será ministrado pela professora e pesquisadora, mestra em Educação: História, Politica,Sociedade pela PUC-SP, Jaque Conceição.
Será dividido em quatro eixos e terá duração de 8 horas. Segundo Jaque Conceição, que também é coordenadora do Coletivo Di Jejê, o curso tem por objetivo aprofundar o debate sobre quatro categorias centrais no pensamento da autora: liberdade, feminismo, racismo e sistema prisional.
No dia 21 de Setembro, o Coletivo Di Jejê participou da mesa de debate no lançamento da edição em português do Livro Mulher, raça e classe. 
Confira abaixo, o vídeo com a entrevista que Angela Davis concedeu ao CULTNE na sua última vinda ao Brasil em Julho de 2014…

PERIFE - uma revista de moda e atitude periférica

Por Rafael Critsiano - Grajaú/ Zona Sul de SP



Parei pra pensar que nossas referências de “coisas bem feitas”, ou apenas de “coisas feitas” está nos centros, está na mídia e está nas bancas. Mas e eu? E nós? Que somos e estamos na Periferia de uma mega cidade como São Paulo, marginais por quê vivemos à margem de uma sociedade e rodeados por uma represa. Pret@s, bichas, sapatões, travestis, favelad@s, cansadas e cansados de estar em gaiolas de estereótipos, e prontas para explodi-las. A Perife surge dessa vontade, ela nasceu de uma conversa sem pretensão, e de uma resposta afiada e pé no chão: “Nois daqui temo que fazer nóis por nóis memo, dinheiro nois nunca teve e coisa a gente sempre fez”.
Estamos localizados no Grajaú, periferia no extremo sul de SP, um lugar aonde as linguagens artísticas proliferam em um ambiente que é muito fértil, um lugar de encontros entre diversos artistas, grupos de dança, teatro, música, saraus espalhados pelos botecos, senhoras costureiras e artesãs. Porque n…

CURSOS ON LINE SOBRE FEMINISMO NEGRO TEM PRAZO DE INSCRIÇÃO PRORROGADO

INTERESSADOS TÊM ATÉ DIA 30 DE SETEMBRO PARA SE INSCREVER
Coletivo Di Jejê prorrogou o prazo para inscrição nos cursos on line, que serão oferecidos no mês de Setembro.Os quatro cursos serão oferecidos pela última vez no ano de 2016.
Todos os cursos: O pensamento de Angela Davis, A historia do feminismo negro no Brasil, O que é panafricanismo? e O feminismo negro no Brasil: Lélia Gonzalez e Beatriz Nascimento não terão outras versões em 2017, seja presencial ou a distância.
Segundo Jaque Conceição, coordenadora do Coletivo Di Jejê, em 2017 haverá muitas mudanças na forma de funcionamento do Coletivo, e com essas mudanças, a ampliação e modificação de temas, cujo foco central será a mulher negra.
Serviço:
 - Inscrição até dia 30 de Setembro dos cursos on line oferecidos pelo Coletivo Di Jejê

Curso On Line A história do feminismo negro no Brasil (inscrição) - O curso aborda o processo de organização e articulação na perspectiva historiográfica do campo denominado feminismo negro no Brasil.
Cur…

Maria Beatriz Nascimento (1942-1995): militante Intelectual do Movimento Negro, poeta e historiador de quilombos, sociedades de quilombos do Brasil

Maria Beatriz Nascimento  (1942 - 1995)


"Ser negro está enfrentando uma história de quase 500 anos de resistência à dor, física e sofrimento moral, o sentimento de não existir, a prática de ainda não pertencentes a uma sociedade na qual ele consagrou tudo o que ele possuía, oferecendo ainda hoje o resto de si mesmo / dela mesma. Ser negro não pode ser reduzido a um "estado de espírito", "alma branca ou preta", * os aspectos do comportamento que certos brancos escolher como sendo preto e assim por adoptá-las como sua própria. "-  Beatriz Nascimento, 1974
Intelectual, ativista e pesquisador, Beatriz Nascimento nasceu em Aracaju, em 12 de Julho de 1942, a filha de dona de casa Rubina Pereira do Nascimento e pedreiro Francisco Xavier do Nascimento. Ela e seus dez irmãos e irmãs migrou com sua família para o Rio de Janeiro na década de 1950. Na idade de 28, ela começou a estudar para o seu curso de graduação em História da Universidade Federal do Rio de Janeiro …